DESCONTROLE

No Brasil, 40% da população possui colesterol elevado

Esse é um dos principais fatores de risco para óbitos por doenças cardiovasculares no país

Beatriz Aquino
online@acritica.com
07/08/2022 às 14:22.
Atualizado em 07/08/2022 às 14:22

Colesterol alto é um dos principais fatores de risco para óbitos por doenças cardiovasculares no país ((Foto: Divulgação))

Por ser uma das principais causas de doenças cardiovasculares, dia 08 de agosto é o Dia Nacional de Prevenção e Controle do Colesterol.  O descontrole dessa substância gordurosa, pode levar ao infarto e a insuficiência cardíaca. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, 40% da população têm colesterol elevado. Esse é um dos principais fatores de risco para óbitos por doenças cardiovasculares no país. O cardiologista, Aristóteles Alencar destacou que o descontrole do colesterol, pode ocasionar principalmente a aterosclerose. 

“A aterosclerose leva ao entupimento das artérias. Podendo acontecer o infarto e aí acidente vascular encefálico (derrame). Por isso, é importante alertar sobre doença, a importância da prevenção, com uma boa alimentação e consultas médicas”, explicou. 

O que é o colesterol?

O colesterol exerce determinadas funções, como produção de alguns hormônios, por ser um um conjunto de gorduras necessárias para o organismo. Com isso, há dois tipos de colesterol: o HDL, considerado “colesterol bom” e o LDL, denominado “colesterol ruim”. Cada grupo pode contribuir para a redução ou aumento dos índices hormonais. Quando em desequilíbrio no organismo, o colesterol torna-se fator de risco. 

Sendo assim, existe formas de diminuir o colesterol ruim, como a prática de exercícios físicos, uma alimentação saudável e manter as consultas e avaliações com um médico. Para aumentar o colesterol bom, há algumas particularidades na alimentação, como aumentar o consumo de abacate, nozes, soja, aveia, frutas e legumes. 

Sintomas

Quando o coração não está recebendo sangue ou oxigênio suficiente, acontece dores ou desconforto no peito. Falta de ar e fadiga quando é realizado esforço físico é também sintoma da doença. Dores nas pernas ao caminhar, que melhoram com o repouso, queda de pelos nas pernas, pele fria e palidez nos dedos podem indicar comprometimento das artérias que irrigam estes locais.

Tratamento e prevenção

A mudança no estilo de vida, o começo da prática de atividades físicas, controle da alimentação e o uso de medicamentos específicos, são as principais formas de tratamento para aterosclerose. Em casos mais graves, o médico poderá indicar uma cirurgia de desobstrução dos vasos sanguíneos, que poderá ser feita por cateterismo e angioplastia ou por cirurgia convencional.

Com diagnóstico precoce, tratamento dos fatores de risco e das complicações, é possível reduzir a carga da mortalidade pela doença.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por