DESCONTROLE POLICIAL

Sargento da PM é preso em flagrante agredindo jovem em quadra da Betânia

Relatório da polícia indica que o 2º sargento Júlio Assis Castro de Oliveira estava com hálito etílico e o nariz sujo com uma ‘substância branca’. O PM foi liberado provisoriamente após audiência de custódia

Natasha Pinto
online@acritica.com
20/09/2022 às 19:25.
Atualizado em 20/09/2022 às 20:54

(Foto: Divulgação)

O  2º sargento Júlio Assis Castro de Oliveira, 45, foi preso em flagrante por lesão corporal, desacato a militar e ameaça por policial militar, na manhã desta segunda-feira (19), no bairro Betânia, zona Sul de Manaus. A ação do policial militar, lotado na 2ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), foi filmada por testemunhas.

De acordo com o relatório de ocorrências, o caso ocorreu por volta das 7h, quando populares acionaram a polícia após uma viatura colidir com a grade da Quadra Poliesportiva da Betânia. Uma guarnição da 2ª Cicom foi até o local e encontrou o sargento Júlio Oliveira, durante uma abordagem, agredindo fisicamente a vítima de 27 anos e o ameaçando com uma arma de fogo.

Os policiais pediram para que o sargento, que estava de serviço, se acalmasse, onde disse: "filho da p**, o cara é bandido". Ainda segundo o relatório, o sargento Júlio Oliveira, ao ser afastado da vítima para que parasse as agressões, na tentativa de acalmá-lo, reafirmou que a vítima era usuário de drogas e que teria que ser algemado. Depois, xingou o colega o colega de farda com a seguinte frase: "Filho da p***, covarde, vagabundo".

Neste momento, um policial, também sargento da 2ª Cicom, se aproximou do acusado e notou o que foi descrito no relatório que  "o mesmo exalava bafo etílico, bem como estava com o nariz sujo com uma substância branca". Depois disso, solicitou que o policial entregasse a arma foi quando o sargento Júlio Oliveira, xingou o colega de farda de "Filho da p**, covarde, vagabundo, sargento zé b***a". 

Após isso, um tenente responsável pelo Comando de Policiamento de Área (CPA) Sul foi acionado e prendeu em flagrante o sargento Júlio Oliveira. Tanto o militar da 2ª Cicom quanto a vítima foram conduzidas para o Departamento de Justiça e Disciplina (DJD), onde o sargento recebeu o flagrante por  lesão corporal, desacato a militar e ameaça por policial militar.

O policial militar teve que ser separado e preso pelos companheiros de farda devido ao descontrole (Foto: Divulgação)

POLICIAL SEGUE PRESO?

A resposta é não. Em audiência de custódia na tarde de hoje, no Fórum Ministro Henoch Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital, o policial militar Júlio Assis Castro de Oliveira, 45, teve a prisão em flagrante convertida em liberdade provisória.

SSP-AM REPUDIA ATITUDE DE MILITAR

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) disse através de nota, que um processo administrativo será aberto pelo Departamento de Justiça e Disciplina (DJD) da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), para que o caso seja devidamente apurado e que as medidas administrativas em relação ao ocorrido sejam tomadas.

A nota salientou ainda que a Corregedoria-Geral da SSP-AM vai acompanhar o processo disciplinar a ser instaurado pela PMAM e que o órgão de segurança não compactua com quaisquer desvios de conduta de agentes da Segurança Pública estadual, tendo assim, o dever legal de apurar o fato.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por