SIM E NÃO

Pagou fiança e foi liberado

Ele foi liberado em audiência de custódia após pagamento de R$ 12 mil de fiança

acritica.com
24/11/2022 às 08:12.
Atualizado em 24/11/2022 às 08:12

O crime foi denunciado pela deputada estadual Joana Darc (Foto: Divulgação)

O homem preso ontem por importunação sexual contra uma amiga da deputada estadual Joana Darc (União) foi liberado em audiência de custódia após pagamento de R$ 12 mil de fiança. Pela manhã, durante a  sessão plenária na Assembleia Legislativa, a parlamentar havia solicitado que a Procuradoria Jurídica   e a Comissão de Defesa das Mulheres da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) se mobilizassem para que evitar que a soltura acontecesse. 
    
O crime  -  Segundo a parlamentar, no início da noite de ontem mais uma vítima formalizou denuncia e, hoje pela manhã, outra vítima irá à delegacia registrar boletim de ocorrência contra o suspeito. Com apoio da Ordem dos Advogados do Brasil e da Aleam, advogados das vítimas pedirão prisão preventiva do suspeito.

 Agressão -  A agressão ocorreu quando uma amiga de Joana Darc foi tocada, indevidamente, pelo empresário paulista, Alberto Simão Araújo Júnior.  Ao tentar filmar o importunador com o celular, Joana Darc foi agredida com um soco pelo também empresário, de Manaus, Idalécio Souza Cavalcante.  Os nomes dos suspeitos foram lidos pela deputada na Aleam. 

Repúdio  -  A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) emitiu uma nota de repúdio, na tarde de ontem, sobre o caso ocorrido com Joana Darc e a amiga dela. A nota foi assinada pelos 24 parlamentares. 

Inspiração -  O senador pelo Amazonas, Plínio Valério (PSDB) publicou no Twitter um vídeo com a seguinte legenda: “os que estão nas ruas nos inspiram. Não defendo intervenção militar, mas nosso recado é: não esmoreçam”.A legenda é um trecho de seu discurso no Senado Federal, ontem, quando alguns senadores  anunciaram que entraram com mais um pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Roberto Barroso.  

Inspiração 2  -  Quem assina o pedido são os senadores Eduardo Girão (Podemos-CE), Luiz Carlos Heinze (PP-RS), Styvenson Valentim (Podemos-RN), Lasier Martins (Podemos-RS) e o próprio Plínio Valério (PSDB-AM). Entre os motivos alegados para o afastamento do magistrado, expostos pelos parlamentares em coletiva, estão “infrações graves à Lei Orgânica da Magistratura”. 

Outra renúncia  -  O vereador Lissandro Breval renunciou ontem a liderança do Avante na Câmara Municipal de Manaus (CMM).  O anúncio foi feito por ele próprio durante sessão extraordinária na Casa.  A saída de um posto estratégico é mais um capítulo da perda de apoio que o prefeito David Almeida vem enfrentando na Câmara.

Outra renúncia 2  -  Na segunda-feira, o líder do prefeito na Casa, Marcelo Serafim (Avante), entregou o posto dizendo que não poderia ser líder de uma base rachada. Na mesma toada, Eduardo Assis (União Brasil), vice-líder de David, também abandonou o cargo. A sucessão na CMM tem sido o motivo do desentendimento entre a base do prefeito na Casa.

Reconhecimento  -  O deputado eleito Mário César Filho (União) tem visitado as secretarias do Governo do Estado para entender  e se aprofundar no funcionamento das pastas, segundo ele publicou nas redes sociais,. Ele também já visitou hospitais e a Central de Medicamentos do Amazonas. 

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por