SIM E NÃO

O ex-secretário municipal Sabá Reis recebeu a homenagem Ruy Araújo

Ao contrário do que disse o autor da proposta da homenagem, deputado Sinésio Campos (PT), que iniciou os discursos, o evento não foi nada “singelo”, tendo lotado o plenário

acritica.com
21/06/2022 às 07:33.
Atualizado em 21/06/2022 às 07:33

Ele se emocionou durante a homenagem (Foto: Divulgação ALE-AM)

Deputados mais antigos da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) revelaram à  coluna que nunca viram uma homenagem tão prestigiada quanto foi a cerimônia de entrega da Medalha Ruy Araújo ao ex-secretário municipal de limpeza urbana, Sabá Reis (Avante), na manhã de ontem. Ao contrário do que disse o autor da proposta da homenagem, deputado Sinésio Campos (PT), que iniciou os discursos, o evento não foi nada “singelo”, tendo lotado o plenário.

T‘Carta de seguro’ - inha tanta gente que o auditório Belarmino Lins precisou ser aberto para abrigar os demais participantes - a maioria trabalhadores da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp).  Mas, além dos trabalhadores, as cadeiras da mesa da Casa Legislativa foram ocupadas por nomes fortes da política amazonense, sendo uma clara demonstração  de que  Sabá, que já foi vereador e deputado estadual, deve mesmo ser o candidato a vice-governador na chapa com Wilson Lima (União), que por sinal, não compareceu ao evento.

De peso - Além de David Almeida, outro David presente foi o Reis, presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e filho de Sabá. Também compareceu o senador Omar Aziz (PSD), de quem Sabá Reis foi líder da oposição na época de sua gestão como governador do Amazonas. O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Flávio Pascarelli, a conselheira do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Yara Lins, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas, Jean Cleuter, o ex-ministro Alfredo Nascimento, entre outros. 

Tabatinga - O procurador-geral da República, Augusto Aras,  fez um sobrevoo em Atalaia do Norte, cidade onde fica o Vale do Javari, área onde aconteceu a morte do  jornalista Dom Phillips e ao indigenista Bruno Pereira. Aras esteve na cidade vizinha de Tabatinga onde fez uma série de reuniões com membros da Polícia Federal, do Ministério Público Estadual, da Secretaria de Segurança Pública e da Procuradoria Geral da Justiça do Amazonas e de uma comissão de lideranças indígenas da Univaja.

‘Cocar ao Papa’ -  Durante primeira dos bispos da Amazônia Ocidental após o Sínodo da Amazônia, ocorrido em 2019 no Vaticano, o Papa Francisco recebeu um cocar de bispos do Amazonas que fizeram uma visita ao Santo Padre ontem. O acessório indígena foi entregue pelo bispo de São Gabriel da Cachoeira, Dom Edson Taschetto Damian.

Em Parintins - E no Boi de Rua do Caprichoso, que tomou as ruas de Parintins de azul e branco no último sábado, o boi Caprichoso prestou suas homenagens a Dom Phillips e Bruno Pereira, defensores da Floresta Amazônica e dos indígenas. Entoaram com emoção a toada ‘Vale do Javari’, de Ronaldo Barbosa, lançada em 1996, que cita as principais etnias que habitam aquela região.

Em Brasília - E representantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) cumprem agenda nesta semana em Brasília (DF) para pressionar as autoridades para que a Polícia Federal "cumpra seu papel de investigações no assassinato" de Bruno Pereira e Dom Phillips. A informação foi divulgada ontem pelo advogado Eliesio Marubo, procurador jurídico da organização.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por