PINGA FOGO

MP arquiva inquérito de compra superfaturada na CMM

Promotora concluiu que o sobrepreço encontrado 'não é de grande monta'

acritica.com
07/05/2022 às 08:36.
Atualizado em 07/05/2022 às 08:36

Direção da Câmara Municipal de Manaus foi alvo de inquérito pela compra de café e açúcar com preço acima do mercado (Foto: Robervaldo Rocha/CMM)

O Ministério Público do Amazonas arquivou um Inquérito Civil que havia sido aberto no ano passado para investigar os valores gastos na compra de açúcar para CMM. 

A compra foi feita em junho e chamou atenção pelos valores gastos em café e açúcar. Inicialmente,  o MP considerou que o valor gasto nos cafés foi compatível com o valor de mercado e limitou-se a investigar apenas a compra de açúcar, que totalizou R$ 24,5 mil.

Porém, em manifestação no último dia 29 de abril, a promotora Cley Martins decidiu pelo arquivamento da investigação. Isso porque o cálculo feito foi de que o sobrepreço total foi de R$ 10,7 mil - ou seja, a Câmara gastou R$ 10,7 mil a mais do que deveria em açúcar. Segundo ela, "não é de grande monta e representa lesão ínfima ao erário".

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por