Talento!

Estudante amazonense ganha as redes mostrando sonho de se tornar cantor lírico

O gosto pela música surgiu em Vinícius Gabriel Paixão Lira, de 17 anos, após assistir um desenho de animação com a música 'Figarou'

Karol Rocha
karol.rocha@acritica.com
12/06/2022 às 13:18.
Atualizado em 13/06/2022 às 09:17

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

Ele começou a cantar aos cinco anos de idade, mas foi há a pouco tempo que ele escolheu quais passos da música pretende seguir: o canto lírico. Com apenas 17 anos, Vinícius Gabriel Paixão Lira encanta seus vizinhos, os colegas de escola, seus amigos e familiares com sua a voz marcante e potente.

Incentivado pelas tias, as cantoras amazonenses Francysray e Adriana Batista, foi por meio delas que ele pegou pela primeira vez o microfone, ainda pequeno, e soltou a voz. “Elas tocavam teclado e uma vez reparei que o microfone estava ligado, ela cantou uma música e eu cantei com ela e as pessoas gostavam. Qualquer evento que a mamãe me levava, um bolerão, eu já soltava a voz.” 

Dentre as músicas que ele escutava, o canto lírico chamou mais a atenção dele e o gosto surgiu após assistir um desenho animado. “Uma vez eu estava assistindo ‘Pica Pau’, ele cantava Figarou e fui pesquisar quem cantava e aí veio uma orquestra de André Rieu. Baixando a tela mais um pouco, eu vi o Luciano Pavarotti cantando James Brown e depois vi Andrea Bocelli em teatros e peças de óperas e comecei a gostar disso”. 

Com o talento que já tinha para a música, ele começou a treinar o canto lírico em casa mesmo. Hoje, Vinícius Gabriel afirma que decidiu por qual caminho pretende trilhar e se depender dele se apresentará por grandes teatros mundo a fora. “Eu disse pra minha mãe: Mamãe, eu quero ser dourado na música!”, destaca. “Meu sonho é cantar na Itália pelo menos uma música perto do André Bocelli, eu gosto dele”. 

Muito além do sonho, o jovem diz que quer tocar as pessoas pelo canto lírico, sua grande paixão. “Pode ter uma briga na rua, mas cantando uma opera suave, ela acalma as pessoas. Eu quero cantar uma coisa que seja a paz para as pessoas, porque o nosso mundo está muito poluído, eu quero trazer isso a paz pela música”. Ele já tem data para começar os estudos de canto no Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, em Manaus. 

Maior fã

Uma das maiores fãs de Vinícius Gabriel Paixão Lira é a mãe dele, a autônoma Rosângela Paixão Lira, 46. Orgulhosa do filho que tem, ela diz incentivar bastante o sonho do menino. Ela conta que a voz dele ecoa na vizinhança localizada na rua Boa Esperança, bairro Crespo, zona Sul. 

“Eu sempre converso com ele, que Deus deu esse dom para ele cultivar. Dois anos atrás ele começou a se interessar por música lírica, e muito amigos nossos sempre incentivaram ele. Em casa, ele canta no banheiro, canta arrumando a casa, ele canta constantemente e as pessoas sempre pedem uma palinha dele. Eu acredito que a partir de hoje, a porta abriu pra ele e cabe a ele levar a sério, querer e lutar e estou muito esperançosa nisso”, diz ela à reportagem. 

A vizinha da família, a autônoma Rosicleia Nascimento, 51, também é uma das fãs de Vinícius. Quando ele começa a cantar, ela para tudo o que faz para ouvi-lo. “Ele nasceu com esse dom que só Deus mesmo deu pra ele e para mais ninguém. Eu creio que ele vai muito longe. Quando ele canta aqui na rua, ele mexe com todo mundo, não só comigo. Eu acredito que ele vai ser um grande homem nessa terra”, finaliza.

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

(Foto: Gilson Mello/Freelancer)

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por