ARENA NA ESCURIDÃO

Arena da Amazônia tem a energia elétrica cortada por dívida milionária com a Amazonas Energia

Corte também afeta a Arena Amadeu Teixeira. Dívidas acumuladas desde 2016 já chegam a R$ 39 milhões

acritica.com
online@acritica.com
24/01/2023 às 12:09.
Atualizado em 24/01/2023 às 20:11

(Foto: Chico Batata)

Uma dívida que até o momento ultrapassa os R$ 39 milhões fez com que a energia elétrica da Arena da Amazônia e da Arena Amadeu Teixeira fosse cortada pela Amazonas Energia. A informação foi confirmada pela própria concessionária de energia elétrica.

Conforme a concessionária, as dívidas estão acomulando desde o ano de 2016 até agora. A empresa também destacou que a decisão de corte acontece após não acontecer um acordo amigável junto à arena.

" Após sucessivas tentativas de negociações amigáveis e com notificação prévia, a Amazonas Energia executou o corte das unidades consumidoras, consideradas serviços não essenciais e, portanto, passíveis de corte, perante a lei". 

A concessionária também destacou o fato de que, mesmo com diversos eventos realizados em 2022, com lotação da capacidade, ainda assim os débitos não foram quitados.

"A Arena da Amazônia, durante todo o ano de 2022, acumulou uma série de eventos realizados, movimentando novamente o local e enchendo o estádio de pessoas sem, no entanto, promover o pagamento das contas de luz mensais, acumulando dívidas mês a mês. A manobra de corte por inadimplemento, precedida de comunicação, está prevista no art. 360 da Resolução nº 1.000/2021 – ANEEL, sendo enviada de forma escrita ao Governo do Estado", informou a empresa por meio de nota. 

FAAR

A Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar) informa que desde julho de 2022 vem negociando junto a Amazonas Energia a regularização dos débitos, que se acumulam desde 2008, sendo os maiores valores dessa dívida contraídos em gestões anteriores a esta.

A Faar busca um acordo para as pendências, inclusive considerando as dívidas acumuladas que a Amazonas Energia possui com o Estado, superiores às devidas pela Fundação.

Paralelamente a isso, a Fundação já efetuou o pagamento de parte do débito e segue aberta a novas negociações com a companhia.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2023Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por