PENA REDUZIDA

Suspeito de manipulação de resultados, presidente do Atlético-AM tem pena reduzida

Em julgamento realizado pelo STJD, o banimento do futebol no Amazonas, aplicado pelo TJD-AM, virou 840 dias de suspensão

acritica.com
online@acritica.com
17/11/2022 às 15:07.
Atualizado em 17/11/2022 às 15:07

(Foto: Arlesson Sicsú)

Julgado por suposto esquema de manipulação de resultados no Campeonato Amazonense - Série B, o presidente do Atlético Amazonense, Henrique Barbosa, tem motivos para comemorar. Nesta quinta-feira (17), por maioria de votos, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aplicou ao mandatário 840 dias de suspensão e multa de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).

Com isso, a punição imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM) - que bania Henrique do futebol no Amazonas e o multava em R$ 100.000,00 (cem mil reais) - deixa de ser aplicada. Os 840 dias de suspensão se aplicam a todo o país, mas depois de cumprida a punição, o cartola poderá trabalhar normalmente em 2025.

Henrique foi punido em três artigos, com os dois primeiros causando 360 dias de suspensão e, o último, 120 dias - a multa de R$50.000,00 foi por conta do Art. 243-A. Confira o que diz cada um dos artigos:

Art. 243. Atuar, deliberadamente, de modo prejudicial à equipe que defende.

Art. 243-A. Atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida, prova ou equivalente.

Art. 243-B. Constranger alguém, mediante violência, grave ameaça ou por qualquer outro meio, a não fazer o que a lei permite ou a fazer o que ela não manda

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por