SÉRIE C

Em competições nacionais, Manaus tem pior sequência de sua história em jogos na capital

Gavião Real empatou quarta partida seguida e não sabe o que vencer em casa desde o último dia 24 de abril

Daniel Prestes
online@acritica.com
20/06/2022 às 18:41.
Atualizado em 20/06/2022 às 18:41

(Foto: Ismael Monteiro / Manaus FC)

Na próxima vez em que atuar em casa, quando receber o Ferroviário (CE), no dia 2 de julho, na Arena da Amazônia, o Manaus vai ter completado mais de dois meses sem vitória atuando em seus domínios, na Série C do Brasileirão. Enfileirando quatro empates seguidos, contra Confiança (SE), São José (RS), Altos (PI) e Figueirense (SC), a equipe esmeraldina amarga sua pior sequência em jogos em casa desde que começou a disputar competições nacionais, em 2018.

Em coletiva pós-empate contra o Figueira, quando perguntado se faltou melhor definição no setor ofensivo, Piza concordou que a equipe segue pecando neste setor e falou sobre a sequência difícil de quatro jogos sem vitória na capital.

“São quatro empates em casa, isso é complicado, desagrada o torcedor, mas a gente tem que buscar conscientizar os atletas, saber que é de se lamentar, mas tem oito rodadas, quatro dentro de casa e quatro fora, está tudo equilibrado e estamos no pelotão de cima, então é isso que vou procurar passar para eles ao longo da semana”, disse Evaristo Piza.

Na pior das hipóteses, o Manaus termina a 11ª rodada na 8ª posição da zona de classificação para a segunda fase da Série C. Com 17 pontos e ocupando a 6ª colocação, o Gavião do Norte viaja para Ribeirão Preto, interior de São Paulo, onde no dia 26 de maio, às 10h (horário local), irá encarar a equipe do Botafogo (SP), no estádio Santa Cruz.

2018

No primeiro ano em competições nacionais, o Manaus não teve sequências negativas jogando em casa na Série D do Brasileirão. A equipe que terminou a temporada sob o comando de Aderbal Lana bateu na trave ao ser eliminado pela Imperatriz (MA), nas quartas de finais do certame.  O time fez seis jogos em casa e teve quatro vitórias e duas derrotas, ambas para o Rio Branco: uma na primeira fase, na quarta rodada, e outra nas oitavas de final.

2019

No ano do acesso, já sob a batuta do técnico Welington Fajardo, o Manaus terminou a Série D jogando em casa de forma invicta, com sete vitórias e um empate. A temporada acabou com o clube esmeraldino conquistando o acesso para a Série C de 2020.

2020

Levando em consideração o jogo da Copa do Brasil e as partidas da Série C, o Manaus teve um aproveitamento de cinco vitórias, quatro empates e uma derrota, atuando na capital. Em apenas duas oportunidades na temporada, foi que a equipe emendou jogos sem vencer. Primeiro em setembro, com os empates o Treze (PB) e Santa Cruz (PE); e depois em novembro, quando empatou com o Ferroviário (CE) e perdeu para o Remo (PA).

2021

Na temporada em que bateu na trave para conseguir o acesso à Série B do Brasileirão, o Manaus teve sequências sem vitórias jogando em casa, em três ocasiões da temporada, mas sem deixar que os retrospectos passassem de duas rodadas.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por