EDUCAÇÃO

Programas de Pós-Graduação da UEA destacam-se em Avaliação Quadrienal da Capes

Avaliação ainda ressalta que os PPG’s de Doenças Tropicais Infecciosas e Educação em Ciências na Amazônia mantiveram a nota 5

acritica.com
online@acritica.com
14/09/2022 às 15:24.
Atualizado em 14/09/2022 às 15:24

(Foto: Divulgação)

Os Programas de Pós-Graduação (PPG’s) em Letras e Artes; Direito Ambiental e Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) receberam nota 4 na Avaliação Quadrienal 2017-2020 dos cursos de pós-graduação. Os cursos de Doenças Tropicais Infecciosas e Educação em Ciências na Amazônia mantiveram a nota 5. A avaliação é realizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). 

No total, a instituição de ensino superior possui 26 programas. Destes, 13 são próprios, nove são em rede e quatro associados. A Capes classifica a nota máxima de 5 para os cursos de mestrado. Já para os cursos de doutorado a nota máxima é 7, que significa excelência com abrangência internacional.

De acordo com o resultado preliminar dos Programas de Pós-graduação da UEA os cursos de Biotecnologia e Recursos Naturais; Ciências Aplicadas à Hematologia; Ciências Aplicadas à Dermatologia; Segurança Pública, Cidadania e Direitos Humanos mantiveram a nota 3. E os PPG’s de Educação e Enfermagem em Saúde Pública subiram de A para 3. 

Para o reitor da UEA, Prof. Dr. André Zogahib, a UEA possui professores e pesquisadores de alto nível que reflete na excelência dos cursos de pós-graduação. “Estamos trabalhando arduamente com a nossa Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação em melhorias para que, além da nota, os cursos em si sejam uma referência para que possamos formar pesquisadores e profissionais para o nosso estado com qualidade”, ressaltou o reitor. 

Construção de base - Na avaliação do pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UEA, Prof. Dr. Roberto Sanches Mubarac Sobrinho, a avaliação foi muito boa e os cursos próprios da universidade tiveram as notas melhoradas ou mantidas. A proposta da nova gestão é propiciar mais condições para que as avaliações aprimorem mais ainda. 

“Como faríamos isso? Implementando uma Política de Pós-Graduação na UEA e, dentro dessa política, dar suporte como: apoio em recursos financeiros; melhoria na infraestrutura; internacionalização para que os professores possam estabelecer intercâmbio; e trazer professores do exterior para os programas. Além disso, é fundamental a criação de mecanismos que propiciem condições para publicações dos professores em revistas internacionais em outras línguas”, explicou.

O pró-reitor destacou, ainda, que a Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação está revisando o regimento geral da pós-graduação e a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) está em processo de aquisição de uma plataforma digital de acompanhamento e monitoramento para os PPG’s. 

“Os programas de pós-graduação são avaliados por meio de uma plataforma chamada Sucupira e o Stela Experta se conecta ao Sucupira. Ela detecta e prevê o que podemos melhorar em cada PPG’s. Além disso, estamos buscando melhorar mais ainda a relação com as agências de fomentos, em especial a Fapeam, para captar mais financiamento para os programas”, finalizou.

Sobre a avaliação - A avaliação é realizada a cada quatro anos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, fundação vinculada ao Ministério da Educação (MEC).  A avaliação da Capes é realizada de forma quadrienal, verificando todo o Sistema Nacional de Pós-Graduação Brasileiro.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica - Empresa de Jornais Calderaro LTDA.© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por