PROJETOS PRIORITÁRIOS

Governadores da Amazônia Legal aprovam programas ambientais para atuação conjunta dos Estados

Controle ao desmatamento e queimadas, incentivo à bioeconomia e estratégias de REDD+ terão ações coletivas ordenadas

acritica.com
online@acritica.com
22/07/2022 às 10:28.
Atualizado em 22/07/2022 às 10:28

O Consórcio de Governadores da Amazônia Legal voltou a se reunir, nesta quarta-feira (20/07). Durante o encontro foi aprovado o Programa Regional de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas na Amazônia Legal, entre outros projetos prioritários para os estados.

A 2ª Reunião da Assembleia dos Governadores da Amazônia Legal ocorreu de forma híbrida. Representando o governador Wilson Lima, o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, que também é o coordenador da Câmara Setorial de Meio Ambiente do Consórcio, apresentou os programas, considerados prioritários para investimentos e captação de recursos do Estados.

Além do programa regional contra o combate ao desmatamento e às queimadas ilegais, foi aprovado o Programa de Fortalecimento de Cadeias Produtivas da Bioeconomia Amazônica e a Estruturação de Mercado de Negócios e Serviços Ambientais - a iniciativas dos estados para Sistemas Jurisdicionais de REDD+. 

“Foi um encontro muito produtivo, em que reunimos governadores e representantes dos Estados da Amazônia Legal e aprovamos programas importantes para avançarmos na agenda ambiental de forma conjunta, definindo as prioridades coletivas para que os resultados sejam ainda mais expressivos para toda a região”, ressaltou Taveira.

Durante a reunião, os membros do consórcio também discutiram a respeito da participação da Amazônia Legal na COP 27, que ocorrerá no Egito. A região vai contar com o Amazônia Legal Hub, um espaço para reuniões e debates promovidos pelos nove estados através do Consórcio.

A reunião foi presidida pelo governador do Amapá Waldez Góes; e também contou com a participação dos governadores do Acre, Gladson Cameli; de Rondônia, Marcos Rocha; do Mato Grosso, Mauro Mendes; e do Pará, Helder Barbalho. 

Além do titular da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Eduardo Taveira, estiveram presentes ainda a secretária de Meio Ambiente, Raysa Queiroz, representando o governador do Maranhão, Carlos Brandão; e o secretário-chefe da Casa Civil, Deocleciano Filho, representando o governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa.

Agenda em Brasília

Além do encontro do Consórcio, o secretário Eduardo Taveira esteve em reunião com representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Entre as pautas discutidas, estiveram a concessão de parques e de florestas públicas, bem como o acesso ao Fundo Floresta Viva, para alavancar investimentos em recuperação de áreas degradadas. 

Mais tarde, o titular da Sema encontrou a Secretária da Amazônia e Serviços Ambientais do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Marta Lisli, para tratar sobre a coordenação de ações entre o Governo Federal e Governos Estaduais para o combate ao desmatamento ilegal e a participação dos estados da Amazônia na próxima COP27.

“Aproveito para agradecer todo apoio que o Amazonas tem recebido da Secretaria da Amazônia. Esse apoio foi fundamental, por exemplo, para aprovação do Plano Operativo Anual (POA) do Projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia para o próximo biênio”, completou Taveira.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
Portal A Crítica© Copyright 2022Todos direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por